Autor em Destaque | Outubro 2012

“Ana Silvana tivera marido e dois filhos. O marido morrera, havia dois anos, definhado por umas febres trazidas lá dos Brasis. O filhos mais velho, o Chico, levara-o igualmente, já não se recordava bem quando, um navio para terras da América. E o mais novo, o Zézito, esse atara o nó com uma rapariga do Rojão; embora habitassem perto dali, ela só o via pelas festas, que, para  a nora, apesar das falas mansas, sogras, nem de barro à porta!”

Mário Braga, in A Herança da obra de ficção Serranos

MÁRIO BRAGA

Escritor e jornalista português, Mário Augusto de Almeida Braga é licenciado em Ciências Histórico-Filosóficas pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

Após o 25 de Abril foi diretor-geral da secretaria de Estado da Comunicação Social, membro do Conselho Consultivo das Bibliotecas Itinerantes da Fundação Calouste Gulbenkian e tradutor de várias obras literárias. Permaneceu como editor da Vértice de Maio de 1947 a Setembro de 1970.

Mário Braga tem uma obra que se reparte pelo conto e novela, ensaio crítico e literário, crónica e ainda no domínio do diário.

Consolidou uma obra literária importante dentro da corrente neo-realista, onde sobressaem Serranos, Quatro Reis ou Histórias da Vila.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em informação, Leitura, Livros. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s